Campeonato em Tomazina (PR) tem Show de Canoagem!

  por    0   0

Com muita raça e dedicação os canoístas deram um show de canoagem nas corredeiras do Rio das Cinzas durante os três dias do Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom 2015, em Tomazina, no Paraná. Ana Sátila subiu no pódio três vezes, sendo a melhor no K1 Feminino Sênior, C1 Feminino e na dusputa por Equipe Feminina com sua irmã Omira Neta e Marina Costa, com os tempos de 89.84s, 97.17s e 116.20s respectivamente. “Essa pista é muito rápida, eu consegui diminuir o índice em relação aos barcos masculinos (K1 e C1). Estou bem contente”, comenta atleta que representa o Instituto Meninos do Lago.

Pedro Gonçalves mais uma vez foi campeão pelo K1 Masculino. O atleta garantiu o seu pentacampeonato com uma descida sem penalidades com o tempo de 81.38 segundos. “Sou muito exigente com as minhas provas. Não saio tão contente com a minha descida, mas feliz por garantir mais um pódio”, lembra Pepe. Pelo K1 Masculino Júnior Guilherme Rodrigues foi o mais rápido e garantiu sua primeira medalha de ouro na categoria “júnior”. “Estou há um mês treinando aqui, analisando as linhas da água, estou buscando crescer para mais tarde ter bons resultados quando eu subir para o Sênior”, explicou o jovem atleta.

O iguaçuense Maicon Borba levou o ouro pelo C1 Masculino Júnior concluindo os 220 metros de corredeiras em 92.72s. Na categoria “Menor” o pirajuense Guilherme Santos foi o melhor, 113.32s. No C1 Masculino Sênior o canoísta Charles Corrêa, também de Piraju/SP, levou o ouro, ao concluiur o percurso em 86.93 segundos. Corrêa também subiu no pódio com Anderson Oliveira pelo C2 Masculino Sênior, com o tempo de 91.74 segundos, somando o quarto campeonato consecutivo. Para Anderson o nível da categoria está crescendo bastante. “Conseguimos abaixar cinco a seis minutos da semifinal. As outras duplas também estão evoluindo bem”, comenta.

No C2 Masculino Júnior os gêmeos Wallan e Welton de Carvalho do Instituto Meninos do Lago passaram as dezenove balizas em 97.79 segundos e levaram o ouro, levando o bicampeonato. “Conseguimos nos concentrar muito bem e fizemos muitos treinos”, comenta Welton. “Estamos há quase seis anos treinando juntos, cada um ajuda o outro a evoluir”, explica Wallan.

Resultado por Equipes
A Equipe formada por Fábio Rodrigues, João Machado e Ricardo Taques representando o Instituto Meninos do Lago foi a mais rápida e levou o ouro pelo K1 Masculino (94.12s). No C1 Masculino Leonardo Curcel, Felipe Silva e Thiago Serra concluíram em 101.44 segundos e garantiram o ponto mais alto do pódio. Já a Equipe Feminina formada por Omira Neta, Ana Sátila e Marina Costa foram as mais rápidas (116.20s).

IMEL termina como a melhor associação do Campeonato
O Instituto Meninos do Lago (IMEL), de Foz do Iguaçu (PR), foi a associação que mais pontuou no campeonato, fechando com 1000 pontos. A Associação Pirajuense de Esportes Naúticos (APEN) de Piraju (SP), ficou em segundo com 825 pontos e em terceiro lugar o Departamento de Esporte e Cultura de São José do Rio Pardo (SP) com 100 pontos.

Evento deixará legado para Tomazina
O município no norte pioneiro do Paraná é considerado por muitos canoístas e dirigenstes um dos locais tradicionais para a prática de Canoagem Slalom na região Sul. Na opinião do prefeito da cidade, Guilherme Curi, este evento vai ajudar a reativar o projeto de desenvolvimento do esporte. “Este foi um evento realizado com muito profissionalismo e organização. Agora temos uma pista com boas condições e queremos reestruturar a escolinha. Vamos colocar a cultura da canoagem desde pequeno no tomazinense”, comenta.

Para Gustavo Borges, assessor da presidência do BNDES, patrocinador oficial da Canoagem Brasileira, as expectativas em relação ao evento foram superadas. “Estamos muito satisfeitos com este campeonato. Muito interessante trazer um evento deste porte para o interior do Brasil. É uma forma do país se ver e se conhecer através do esporte”. Ele reafirma o apoio do banco à canoagem. “Temos novos projetos pensando em 2016. Estamos apoiando e estruturando não só no desenvolvimento dos atletas, mas também na organização das competições”, explica.

De acordo com João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, a modalidade está chegando a um patamar grande de qualidade dentro e fora de água. “Talvez dois ou três países do mundo tenham eventos nacionais com este nível de organização. Queremos sempre elevar a modalidade a um ponto melhor de qualidade. Buscamos sempre superar o nível de excelência que proporcione aos atletas, ao público e aos patrocinadores o conhecimento e a evolução da Canoagem Slalom”, lembra.

A Canoagem Brasileira vem ganhando destaque em níveis nacional e internacional através do trabalho incessante em transformar o esporte no país e tornar o Brasil uma das grandes potências da Canoagem Mundial. Para isso, a Canoagem Brasileira tem apoio significativo do Ministério do Esporte, Comitê Olímpico do Brasil, Comitê Paralímpico Brasileiro, Itaipu Binacional, Unimed, Seguros Unimed, e principalmente, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES que é o patrocinador oficial da Canoagem Brasileira e da GE do Brasil, mais novo patrocinador do esporte. O evento no Paraná também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Tomazina que pretende transformar a cidade em referência na prática da Canoagem Slalom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *