Paracanoagem abre o desafio brasileiro no Mundial em Moscou

  por    0   0
Na Alemanha, no ano de 2013, a Canoagem Brasileira teve um inédito e histórico resultado com a conquista de cinco medalhas, duas na Canoagem Velocidade com o jovem Isaquias Queiroz e três na Paracanoagem com Fernando Fernandes, Caio Ribeiro e Tamara Oliveira. O desafio deste ano acontece em Moscou, na Rússia, onde os atletas brasileiros enfrentam novamente os melhores do mundo no Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2014, evento que se inicia nesta quarta-feira e termina no domingo (10/08). As disputas da Paracanoagem abrem a competição com a disputa de 34 provas nesta quarta-feira, sendo seis delas finais: V1 Feminino TA, K1 Feminino A, V1 Masculino TA, K1 Feminino TA, V1 Masculino A e V1 Feminino A.
 
Ao todo no evento são mais de 870 atletas de 71 países na disputa por medalhas em 29 categorias, entre eles muitos campeões mundiais e olímpicos, como é o caso dos brasileiros Isaquias Queiros, campeão mundial no C1 500m na Canoagem Velocidade; e Fernando Fernandes, tetracampeão mundial no K1 A e Caio Ribeiro, campeão no V1 LTA, ambos na Paracanoagem. No Mundial 2014 o Brasil é representado por 21 canoístas, 13 na Canoagem Velocidade e oito na Paracanoagem. A equipe técnica que acompanha a equipe é formada por 14 profissionais, entre eles chefes de equipes, treinadores, médicos, fisioterapeutas, jornalista, etc.
 
Nesta quarta-feira teremos todos os paracanoístas brasileiros na água em busca das primeiras medalhas do evento. A primeira a competir será Marta Ferreira na eliminatória 1 do K1 Feminino TA, prova de abertura do campeonato. Marta também compete na eliminatória 1 do K1 Feminino LTA. O segundo brasileiro a entrar na água será Luis Carlos Cardoso na eliminatória 1 do V1 Masculino TA. Luis Carlos também compete, à tarde, a final direta do V1 Masculino A. Logo depois será a vez de Fernando Fernandes disputar a eliminatória 1 do K1 A.
 
Ainda de manhã, período das disputas de eliminatórias da Paracanoagem, o estreante Fernando Rufino disputa a eliminatória 1 do K1 Masculino TA, seguido por Debora Benivides na eliminatória do V1 TA. Fechando a manhã de provas com presença brasileira o paracanoísta Patrick de Almeida compete na eliminatória 2 do K1 Masculino LTA.
 
À tarde, quando serão disputadas as semifinais e as seis primeiras finais da Paracanoagem. Caio Ribeiro disputa a final direta do V1 Masculino LTA e Andréa Pontes a final do K1 Feminino A.
 
Expectativa da estreia
Um dos estreantes em Mundial da Canoagem Brasileira é o “cowboy” Fernando Rufino, 29 anos, visto como uma das grandes esperanças da Paracanoagem Brasileira. Fernando, natural de Itaquiraí no Mato Grosso do Sul e boiadeiro toda a sua vida, encontrou no esporte o prazer de competir depois que sofreu um acidente ao cair de um ônibus e ser atropelado pelo mesmo em 2005.
 
“Fui boiadeiro e peão de rodeio minha vida toda, mas foi um ônibus que me machucou. Foi através da reabilitação do acidente que conheci a canoagem. Não tenho medo aqui não (adversários no Mundial), pois também sou filho de homem”, disse confiante com característico sotaque sertanejo o atual campeão brasileiro em sua categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *